segunda-feira, junho 07, 2010

Livro teórico, mídia e editora

Livro Teórico
•Análise Textual da HQ: Uma abordagem semiótica da obra de Luiz Gê - Antonio Vicente Pietroforte (Annablume)
•Fantasma - A biografia oficial do primeiro herói fantasiado dos quadrinhos - Marco Aurélio Luchetti - (Opera Graphica)
•Memórias d'O Tico Tico. Juquinha, Giby e Miss Shocking. Os Quadrinhos Brasileiros 1884-1950 - Athos Cardoso Eichler (Senado Federal)
•O Mochinho do Brasil - A história de um fenômeno editorial chamado Tex - Gonçalo Junior (Editora Laços)
•Muito além dos quadrinhos - Waldomiro Vergueiro e Paulo Ramos (org.) (Devir)
•Poeta do lápis: Sátira e Política na trajetória de Angelo Agostini no Brasil Imperial - Marcelo Balaban (Unicamp)
•Leitura dos Quadrinhos – Paulo Ramos (Contexto)

Mídia sobre Quadrinhos
Banca de Quadrinhos (tv)
Bigorna (site)
Blog dos Quadrinhos (blog)
HQ Além dos Balões (tv na internet)
Impulso HQ (site)
Mundo dos Super-Heróis (revista)
Universo HQ (site)

Editora do Ano
Cia. da Letras
Conrad
Devir
GAL
JBC
Panini
Zarabatana

14 comentários:

Don Rodrigone disse...

Acho que "Peiote" merecia muito estar na lista de publicação independente de grupo. Foi uma das coisas mais inovadoras do ano passado.

Raphael disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Raphael disse...

Concordo com o Don Rodrigone sobre "Peiote".

Outras que faltaram

Especial:
Gente Feia na TV - Chico Félix (ES)

Grupo:
Almanaque Gótico 2 (ES)
Quadrinhópole (SUDESTE)

De resto as escolhas estão bacanas.

Anônimo disse...

Peiote é do 4º Mundo?

Anônimo disse...

Patre Primordium de Ana Carolina e Fred merecem, muito boa indicação.

Anônimo disse...

Além de Ragu, Toscomics, Quadrinhópole, Beleléu e Peiote, estranhei que nenhuma das três publicações independentes selecionadas no Festival de Angouleme foram lembradas.

Delfin disse...

Em independente de grupo ninguém sentiu a falta da essencial Beleléu?

Continuando com o discurso riscado: uma lista que contemple todos os lançamentos em cada categoria eliminaria isso de "faltou isso, faltou aquilo". Mas estou falando há dias, mandei inclusive e-mail pra um amigo da comissão e o silêncio é mortal.

Não sei se isso é um espaço para discussão, como o esquema blog-comentários induz. Acho que não é. E que comentar só seria algo que valeria a pena se a comissão se manifestasse nos comentários ou em posts, ao invés de ser apenas divulgadora de decisões que, pelo visto, foram tomadas e não serão mudadas. Mesmo com diversos equivocos que poderiam ser dirimidos com esses comentários.

Sei que muitos acham que isso é cornetagem. Mas é época de copa, então acho que vale a vuvuzela, mais do que nunca.

Pois isso é pelo bem da respeitabilidade do HQ Mix.

akira sanoki disse...

Primeiro fico muito feliz com a indicação da Subversos ao lado de revistas q eu gosto tanto como Café Espacial e Cabaret.

Agora, não entendo muito bem a categoria "especial". Có! é uma revista muito boa, agora o que faz com que ela esteja em "especial" e não em "autor"? Será que Entrequadros poderia também estar na categoria "especial" ao invés de "autor"? Se por acaso a Ana Recalde ou o Daniel Esteves colocassem escrito "edição especial" na capa, a revista mudaria de categoria?

Cito essas obras meramente como exemplos, pois não compreendo os critérios para essa classificação. Peço desculpas se para alguns a categoria especial é óbvia, mas para mim não é.

Cadu Simões disse...

Confesso que também não entendo muito os critérios que levam uma HQ independente a ser enquadrada numa categoria ou em outra. Os nomes, principalmente, não ajudam muito nesse entendimento. Acho que precisava de nomes mais específicos pra essas categorias, que focassem mais a respeito do tipo e modo de publicação, ao invés da autoria ou quantidade de autores dela.

Uma proposta de nova categorias pras publicações independentes seria:

"Publicação Independente Seriada ou Mini-Série" - para as publicações que trazem apenas uma história que prossegue de uma edição pra outra ou histórias que se fecham em cada edição mas fazem parte do mesmo universo ou usam os mesmos personagens, independente do número de autores que participa de sua produção (por exemplo; Patre Primordium, Nanquim Descartável, Cabaret, Solar, Macaco Albino).

"Publicação Independente de Antologia ou Coletânea" - para aquelas publicações que reunem várias histórias diferentes que não necessariamente compartilham de mesmo universo ou personagens, seja de mesma temática ou não, seja de um único autor ou vários, seja com histórias continuadas ou que se fecham em única edição (por exemplo; Pieces, Entrequadros, Café Espacial, Picabu, Subversos, Tempestade Cerebral, Zine Royale, Duo)

"Publicação Independente de Edição Única ou One-Shot" - para aquelas publicações que, como o nome já sugere, possuem uma única edição, e não fazem parte de uma série maior ou mini-série, e que trazem uma história fechada (ou mais de uma história, mas que compartilham de mesmo universo ou personagens), sem continuação ou "prequência", indiferente se produzida por um ou mais autores (por exemplo; Có, Saída 3, A comadre do Zé)

Alexandre Manoel disse...

Concordo com o Cadu. Os nomes das categorias deveriam ser mais explícitos e explicativos, mesmo que fiquem com nomes compridos.

Concordo com todas as categorias que ele menciona acima. Só acrescentaria a palavra Mix na categoria "Publicação independente de antologia, coletânea ou mix".

Anônimo disse...

Uiara e os Filhos de Eco ganhou o ProAC, cujo edital diz claramente que precisa ser publicada por uma empresa com dois anos de atuação. Foi exatamente o que aconteceu, então pq é uma publicação "independente"?

Zé Wellington disse...

Fico feliz pela indicação. É um tremendo incentivo para mim e os outros que fizeram o projeto Interlúdio.

Fico honrado em dividir essa indicação com gente tão talentosa, como o André Diniz, José Aguiar e Gustavo Duarte.

Para quem quiser conhecer o projeto, segue o link: http://migre.me/Omdy

Abraço a todos!

Zé Wellington disse...

Obs.: Apenas duas pequenas correções na nossa obra: 1) cearenSe está grafado com C e 2) faltou creditar a Camila Nágila, que fez a arte-final.

Agradeço se corrigirem.

Abraço!

Ivan Lira disse...

Olá! Sou o Ivan Lira da Aurora Comics. Eu enviei uma mensagem pelo site do HQMix, mas não obtive resposta.

Gostaria de indicar o trabalho da equipe ao qual faço parte. Nós estreamos nosso trabalho com a revista Aurora Comics nº 0, no 6º FIQ, em 2009.

Além disso já publicamos 5 histórias em nosso site: www.auroracomics.com

Desta forma, gostaria de indicar ao troféu HQMix, através deste tópico, o grupo Aurora Comics por publicação independente.

Obs: Caso a Comissão Organizadora não tenha disponível a revista nº 0, então por favor, enviem um email para aurorastudios@aurorastudios.com.br e assim enviaremos um exemplar o quanto antes.

Agradeço a atenção.