segunda-feira, junho 08, 2015

Apresentando ao público


Bom finalmente estão aqui Pré-Indicados ao 27º Troféu HQMIX
Como sempre cada uma das categorias abertas para voto conta com sete nomes, esta lista ficará no blog para apreciação e comentários até o dia 15 de junho. Todos o que desejarem se manifestar, de forma respeitosa e com contribuições positivas à premiação serão bem-vindos. Não serão tolerados comentários que ofendam a integridade e a moral de qualquer pessoa, seja da Comissão Organizadora, dos jurados, autores, projetos, etc. Se existir serão excluídos.
Após este período os jurados analisarão e decidirão se mantêm as indicações ou se haverá mudança em algum item. Então a cédula final será apresentada e terá início o processo de votação.
Contamos mais uma vez com a excelente colaboração de: Heitor Pitombo, Marcelo Naranjo, Télio Navega, Michelle Ramos, Daniel Lopes e Jota Silvestre. Todos profissionais intimamente ligados aos quadrinhos, com reconhecida experiência, que dispuseram de seu precioso tempo em meio aos seus afazeres diários em favor da premiação, a eles agradecemos.
Will (presidente do júri) e Comissão Organizadora do 27º Troféu HQMIX

Adaptação para os Quadrinhos
A Invenção de Morel (L&PM)
A Morte de Ivan Ilitch (Peirópolis)
Cânone Gráfico (Boitempo/Barricada)
Grande Sertão Veredas (Globo)
Helena (New Pop)
Kaputt (WMF Martins Fontes)
O Estrangeiro (Quadrinhos na Cia)

Desenhista Estrangeiro
Andrew C. Robinson (O Quinto Beatle)
Chris Samnee (Demolidor)
Fiona Staples (Saga)
Jeff Smith (Shazam & A Sociedade dos Monstros)
Masasumi Kakizaki (Hideout e Green Blood)
Paul Pope (Bom de Briga)
Salvador Sanz (Legião)

Desenhista Nacional
Flávio Luiz (Aú, o Capoerista e O Fantasma do Farol)
Laudo Ferreira Jr. (Yeshuah vol. 3 – Onde Tudo Está)
Luciano Salles (L’Amour: 12 oz)
Magno Costa (A Vida de Jonas)
Marcello Quintanilha (Tungstênio)
Marcelo D’Salete (Cumbe)
Shiko (Talvez Seja Mentira)

Destaque Internacional
André Diniz (Duas Luas)
Fábio Moon e Gabriel Bá (Casanova)
Greg Tocchini (Low)
Gustavo Duarte (Guardiões da Galáxia)
Ivan Reis (Aquaman e Multiversity)
Mike Deodato Jr. (Novos Vingadores)
Rafael Albuquerque (Vampiro Americano e Batman)

Edição Especial Estrangeira
Bom de Briga (Quadrinhos na Cia)
O Cão que Guarda as Estrelas (JBC)
O Quinto Beatle (Aleph)
Olympe de Gouges (Record)
Os Ignorantes – Relato de Duas Iniciações (WMF Martins Fontes)
Saga vol. 1 (Devir)
Shazam & A Sociedade dos Monstros (Panini)

Edição Especial Nacional
A Vida de Jonas (Zarabatana)
Aos Cuidados de Rafaela (Zarabatana)
Cumbe (Veneta)
Duas Luas (Gibiz)
Klaus (Balão Editorial)
L’Amour: 12 oz (Mino)
Tungstênio (Veneta)

Editora
HQM
JBC
WMF Martins Fontes
Nemo
Panini
Veneta
Zarabatana

Evento
Anime Friends (São Paulo)
Brasil Comic Con (São Paulo)
CCXP – Comic Con Experience (São Paulo)
Fest Comix (São Paulo)
Festival Guia dos Quadrinhos (São Paulo)
Gibicon (Curitiba)
Ugra Zine Fest (São Paulo)

Exposição
Breve História do Mangá no Brasil (Gibicon/JBC)
David Lloyd - Um Inglês e o Brasil (Gibicon)
Exposição Kim Jung Gi - O gigante do oriente (Gibicon)
Imersão - Renato Guedes (Galeria Ornitorrinco e Gibicon)
Luz e Sombras - O Universo Fantástico de Salvador Sanz (Gibicon)
O Mundo Segundo Mafalda (Praça das Artes)
Ocupação Laerte (Itaú Cultural)

Livro
A Arte de Neil Gaiman – Harley Campbell
Heróis dos Animês - André Morelli
Humor Paulistano - A Experiência da Circo Editorial, 1984-1995 - Toninho Mendes (org.)
O Uso das Cores - Cris Peter
Quadrinhos e literatura: diálogos possíveis - Paulo Ramos, Waldomiro Vergueiro e Diego Figueira (orgs.)
Quadrinhos: história moderna de uma arte global - Dan Mazur e Alexander Danner
Tiras Livres: Um Novo Gênero dos Quadrinhos - Paulo Ramos

Novo Talento Desenhista
Camilo Solano (Captar)
Felipe Nunes (Klaus)
Gabriel Jardim (Café)
Germana Viana (Lizzie Bordello e as Piratas do Espaço)
Gustavo Borges (Edgar, Em Busca da  Energia dos Ventos)
Marco Oliveira (Aos Cuidados de Rafaela)
Samanta Flôor (Click)

Novo Talento Roteirista
Bianca Pinheiro (Dora e Bear)
Clayton InLoco (Hurula)
Felipe Nunes (Klaus)
Giovane Mello (Edgar, Em Busca da Energia dos Ventos)
Guilherme de Sousa (A Última Bailarina)
Samanta Flôor (Click)
Zé Wellington (Quem Matou João Ninguém)

Produção para Outras Linguagens
Agents of SHIELD 2ª Temporada (série de TV)
Capitão América 2 – O Soldado Invernal (filme)
Cena HQ (teatro)
Guardiões da Galáxia (filme)
Lili, a Ex (série de TV)
Luzcia, a Dona do Boteco (curta baseado em HQ de Luciano Salles)
X-Men, Dias de Um Futuro Esquecido (filme)

Projeto Editorial
Canone Gráfico (Boitempo/Barricada)
Coleção Histórica Marvel (Panini)
Grande Sertão Veredas (Globo)
Graphic MSP (Panini)
Humor Paulistano: A Experiência da Circo Editorial (SESI-SP)
Série Recordatório (Marsupial)
Selo Vertigo (Panini)

Publicação de Aventura-Terror-Ficção
20th Century Boys (Panini)
All You Need is Kill 1 e 2 (JBC)
Astronauta – Singularidade (Panini)
Demolidor 3 a 6 (Panini)
John Constantine – Hellblazer – Infernal vols. 1 a 3 (Panini)
Ronda Noturna (Zarabatana)
Zero Point (HQM)

Publicação de Clássico
A Saga do Monstro do Pântano 1 a 3 (Panini)
Coleção Marvel Terror: A Tumba de Drácula vol. 1 (Panini)
Creepy, Contos Clássicos de Terror vol. 2 (Devir)
Do Inferno (Veneta)
Lucky Luke vol.4 (Zarabatana)
Miracleman 1 (Panini)
Surfista Prateado – Parábola (Panini)

Publicação de Humor Gráfico
As Periquitas 1 (Kalaco)
Có! & Birds (Quadrinhos na Cia)
GRUMP, Naqueles Tempos - 20 anos de História (Independente)
Lizzie Bordello e as Piratas do Espaço (Jambô)
Nenhum Dia Sem um Traço (Independente)
O Livro de Ouro do Recruta Zero 1 (Pixel)
Pensamentos Babacas (Independente)

Publicação de Tira
Armandinho (Independente)
A Vida com Logan - Para ler no sofá (Jupati)
Calvin e Haroldo - As Tiras de Domingo 1985-1995 (Conrad)
Grump - Naqueles Tempos (Independente)
Macanudo 7 (Zarabatana)
Valente - Para o que der e vier (Panini)
Vida e Obra de Terêncio Horto (Quadrinhos na Cia)

Publicação Independente de Autor
Edgar 1 (Gustavo Borges)
Magra de Ruim (Sirlanney Nogueira)
Mayara & Annabelle vol. 1 (Pablo Casado e Thales Rodrigues)
Nenhum Dia Sem Um Traço (Ernani Cousandier)
Pátria Armada (Klebs Junior)
Revolta! (André Caliman)
Smegma Comix 1 (Pablo Carranza)

Publicação Independente de Grupo
321 Fast Comics
Café Espacial 13
Fronteira Livre
O Gralha – Tão Banal Quanto Original
QUAD 2
Um Rock para Caçador
Vigor Mortis Comics 2 - Sangue, Suor e Nanquim

Publicação Independente One-shot
A Última Bailarina (Guilherme de Souza)
Captar (Camilo Solano e Thobias Daneluz)
Click (Samanta Floor)
Dora (Bianca Pinheiro)
Morphine (Mário Cau)
Quaisqualigundum (Davi Calil e Roger Cruz)
Talvez Seja Mentira (Shiko)

Publicação Infanto-Juvenil
Aú, O Capoerista e o Fantasma do Farol (Independente)
Bear 1 (Nemo)
Bidu, Caminhos (Panini)
Bolinha e os homenzinhos de Marte (Pixel)
Da Terra à Lua (Desiderata)
O Cão que Guarda as Estrelas (JBC)
Valente – Para o que der e vier (Panini)

Publicação Mix
Clássicos Revisitados vol. 2 - Monstros Noir (Independente)
Dark Horse Apresenta 1 e 2 (HQ Maniacs)
Gibi Quântico (Independente)
Henshin! Mangá (JBC)
Imaginários em Quadrinhos vol. 3 (Draco)
Juiz Dredd Magazine (Mythos)
Safadas vols. 1 a 4 (Nemo)

Roteirista Estrangeiro
Alan Moore (Fashion Beast, a Fera da Moda)
Brian K. Vaughan (Saga vol. 1)
Étienne Davodeau (Os Ignorantes)
José-Louis Bocquet (Olympe de Gouges)
Mark Waid (Demolidor)
Matt Fraction (Gavião Arqueiro)
Naoki Urasawa (20th Century Boys)

Roteirista Nacional
André Diniz (Duas Luas)
Eloar Guazzelli (Kaputt)
Laudo Ferreira Jr. (Yeshuah vol. 3 – Onde Tudo Está)
Magno Costa (A Vida de Jonas)
Marcello Quintanilha (Tungstênio)
Marcelo D’Salete (Cumbe)
Marcelo Saravá (Aos Cuidados de Rafaela)

Tira Nacional
A Vida como ela Yeah (Adão Iturrusgarai)
Chiclete com Banana (Angeli)
Malvados (André Dahmer)
Manual do Minotauro (Laerte)
Mentirinhas (Fábio Coala)
Níquel Náusea (Fernando Gonsales)
Salmonelas (Benett)

Web Quadrinhos
Terapia

Web tiras

117 comentários:

Alessio Esteves disse...

E os trabalhos acadêmicos?

Yoshi disse...

Olá, gostaria de entender o critério de seleção e criação das categorias. O que diferencia, por exemplo, "Publicação de Tiras", "Tira Nacional" e "Webtiras"? Ok, eu enxergo nuances dentro de cada categoria, mas o que faz um artista ser selecionado em todas ou em uma, mas não em outra? Ou melhor... se um artista mantém um blog e publica suas tirinhas em um livrinho impresso e é bom o suficiente para ser selecionado ao prêmio, é justo que ele seja enquadrado em 6 categorias ao mesmo tempo? (ex.: "publicação de tira", "publicação independente", "publicação infanto-juvenil", "tira nacional", "webtira"...) E se não for? É injusto?
Digo, seria normal receber diversos prêmios por, literalmente, diferentes CATEGORIAS como: edição, acabamento gráfico, ilustração, roteiro, mas... ser indicado mais de uma vez em várias categorias que, no findo, representam a mesma coisa?

Murilo Alves Perin disse...

Alessio, eu não sei há relação, mas houve a divulgação de uma data errada na primeira noticia sobre os prazos de inscrição e algumas pessoas perderam o prazo por esta razão. A noticia é aquela que possui os carros de fórmula 1 na imagem, datada de 8 de abril.

Ainda não tive o retorno a respeito dos prazos incongruentes apresentados na primeira noticia e nas demais.

Lucio Luiz disse...

Gostaria que os jurados reconsiderassem pela inclusão do livro "Feitiço da Vila: a poesia de Noel Rosa em quadrinhos" na categoria Adaptação Para os Quadrinhos. Além de ser uma adaptação de canções para a linguagem das HQs (algo bem menos comum que as adaptações literárias, por exemplo), ainda contou com a participação de dez artistas brasileiros de diferentes estilos, muitos fazendo "duplas" inéditas de roteiro e desenho, gerando uma grande diversidade de estilos e narrativas.

Artur Vecchi disse...

Senti falta do Beladona editado pela AVEC nas categorias de livro impresso, e a Ana Recalde e o Denis Mello nas categorias de roteirista e ilustrador

João Igor disse...

Indicaram o 321 pra Publicação independente e não indicaram o Felipe Cagno, que escreveu toda as histórias do álbum, pra roteirista?
O roteiro de Edgar foi escrito pelo Gustavo Borges, heim!

O Quaisqualigundum devia estar tbm em outras indicações aí heim! UM puta albúm!

Hunter disse...

Uma vez que o Alan Moore é indicado para melhor roteirista, acho que deve ser incluída na lista de obras em que trabalhou no ano passado o nome da Juiz Dredd Megazine, única publicação mensal no Brasil que teve trabalhos do autor em todos os seus números.

Leonardo Melo disse...

Salve, pessoal, tudo bem? Valeu mesmo pela indicação! Só uma correçãozinha, na categoria melhor publicação mix, o título Clássicos Revisitados em Quadrinhos - Monstros Noir (Independente) na verdade seria Clássicos Revisitados Vol. 2 - Monstros Noir (Quadrinhópole).
Muito obrigado e grande abraço!

PI disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
PI disse...

Boa tarde! Vim sugerir à categoria Evento a Multiverso Comiccon!

Gui Wunder disse...

Gente, faltou a Multiverso Comic Con nos eventos

Edson Gandolfi disse...

Pessoal, faltou a Multiverso ComicCon aqui do RS. O Evento tem crescido cada vez mais, acho importante valorizar eventos fora de SP também.
Abração!

Camila Gamino disse...

Posso dar 2 sugestões?

1- Vocês já deram uma olhada em Ledd, do JM Trevisan? É um trabalho brasileiro belíssimo e que só cresceu nos últimos anos! Acho que vale a pena conferirem.

2- a Multiverso ComicCon, aqui no RS, também merece atenção. Vocês deveriam olhar mais para fora do eixo Rio-SP e notar que existe coisa muito boa fora do sudeste.

Acho que estes dois deveriam estar pelo menos na lista dos pré-indicados. Busquem e repensem. =D

Juliana Semerano disse...

Sou fã do trabalho do Fabio Coala (mentirinhas.com.br) há bastante tempo. Muito feliz com a pré-indicação! ;)

Pablo Sarmento disse...

Boa tarde,

Pessoal

Tenho dois pontos

1) Senti falta da Multiverso ComicCON na categoria de eventos, é um dos eventos importantes junto com a gibicon fora de SP.

2) Não entendi muito bem a categoria de adaptação de HQs, pois temos uma série como o The Flash que tem se mostrado muito interessante para os leitores de HQs e não está sendo indicada.

Unknown disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Raphael Fernandes disse...

Olá, prezados organizadores!

Tudo bem?

Só de ver a lista dá até medo do volume de trabalho que tiveram, mas preciso fazer uma sugestão (que considero deveras importante). Com o crescimento no número de roteiristas, a categoria Melhor Roteirista ficou apertada para abranger tanto os escritores como os desenhistas escritores.

Por isso, está na hora de existir uma nova categoria só para autores que escrevem e desenham. Tornando a competição mais justa para ambos. Assim, a categoria roteiristas ficará destinada apenas aos que se dedicam a escrita. Os iluminados que escrevem e desenham merecem um espaço próprio.

Agradeço pelo incansável trabalho! Muito obrigado!

Afonso Andrade disse...

Olá. Queria apoiar a ideia do Raphael Fernandes: "Com o crescimento no número de roteiristas, a categoria Melhor Roteirista ficou apertada para abranger tanto os escritores como os desenhistas escritores.

Por isso, está na hora de existir uma nova categoria só para autores que escrevem e desenham. Tornando a competição mais justa para ambos. Assim, a categoria roteiristas ficará destinada apenas aos que se dedicam a escrita. Os iluminados que escrevem e desenham merecem um espaço próprio."
Acredito que seria excelente para o mercado, servindo de incentivo àqueles que desejam se tornar roteiristas de quadrinhos.

Edwin disse...

Senti falta de Necromorfus, da RQT Comics. De todos os gibis que li desde o ano passado foi o que mais me chamou a atenção, tanto o roteiro quanto a arte do Magenta King.

hectorlima disse...

Pessoal do comitê julgador:

Considerem por gentileza a indicação da dupla responsável por MAYARA & ANNABELLE, Pablo Casado (roteirista) e Talles Rodrigues (desenhista).

Ambos fizeram um trabalho muito legal, que encontrou uma recepção ótima do público: http://ficticia.org/blog/109572664801/leitoras-e-leitores-de-mayara-annabelle-sao-muito-amor-

O Talles é uma revelação de 2014, tendo lançado no começo daquele ano PÂNICO NO JOSÉ WALTER, um trabalho jornalístico em forma de Quadrinhos que foi publicado graças a uma campanha bem sucedida no Catarse e cuja primeira edição está esgotada: https://www.catarse.me/pt/paniconojosewalter

Obrigado!

Lara L. Pereira disse...

Pensei que as indicações eram as do post anterior.

Não queria comparar com os indicados, e nem parecer uma fã mal educada, mas alguem do comitê ao menos leu Era da Ferrugem na integra? A obra chamou atenção até de canais literários brasileiros e estrangeiros e aqui ela nem ao menos é lembrada.
Fora que está de graça pra todo mundo ler na internet.

Me dei ao trabalho de ver alguns indicados e fiquei mais ainda sem entender; como uma obra genial é esquecida assim? Dei uma olhada em indicados de edições anteriores e, pra mim, tem gente com costas quentíssimas também nesse meio a julgar o quanto aparecem...

Parece que gênios como Samuel Fonseca que escreve, faz a arte e ainda as músicas de sua incrível obra Era da Ferrugem tendem a ser esquecidos e injustiçados.

É uma pena.

Lara L. Pereira disse...

Pensei que as indicações eram as do post anterior.

Não queria comparar com os indicados, e nem parecer uma fã mal educada, mas alguem do comitê ao menos leu Era da Ferrugem na integra? A obra chamou atenção até de canais literários brasileiros e estrangeiros e aqui ela nem ao menos é lembrada.
Fora que está de graça pra todo mundo ler na internet.

Me dei ao trabalho de ver alguns indicados e fiquei mais ainda sem entender; como uma obra genial é esquecida assim? Dei uma olhada em indicados de edições anteriores e, pra mim, tem gente com costas quentíssimas também nesse meio a julgar o quanto aparecem...

Parece que gênios como Samuel Fonseca que escreve, faz a arte e ainda as músicas de sua incrível obra Era da Ferrugem tendem a ser esquecidos e injustiçados.

É uma pena.

André Diniz disse...

Fico muito honrado com as indicações! Só gostaria de corrigir: Duas Luas saiu no Brasil em 2014, mas foi publicada em Portugal em 2013. Daí, eu não poderia concorrer como Destaque Internacional por esta HQ (pelas demais categorias, OK). A minha HQ que saiu em Portugal em 2014 foi 7 Vidas. Obrigado e parabéns aos indicados!

Estevão Ribeiro disse...

Oi, pessoal. Mais uma vez é um prazer estar na lista de pré-indicados na categoria Infanto-juvenil com "Da Terra à Lua", com tanta gente massa. Quem ganhar será justo, sem dúvida.
Senti falta de "Da Terra à Lua" na categoria Adaptação, ainda mais no 150º aniversário do livro.
E gostaria que considerassem Lucas Marques, ilustrador de Famintas, na categoria Novo talento - Desenhista.

Abraços e continuem o ótimo trabalho!

Estevão Ribeiro disse...

Ah, e preciso dizer que sim, concordo com Raphael Fernandes: Categoria AUTOR (Roteiro e arte) separados de ROTEIRO e ARTE.

germana c viana disse...

Pessoal, é uma honra estar na lista de pré-indicados! Obrigada demais por lembrarem do meu trabalho principalmente quando existem tantos outros talentos tão formidáveis nas categorias!
abraços

Maria Rita disse...

Como uma das "Periquitas", fiquei muito feliz pela revista número 1 constar dessa lista! É uma honra para nós!

JuBs-ChAn disse...

Tem a WebTiras do gaturnos que tem bastante fãs e podiam aparece por aqui...
https://www.facebook.com/Gaturnos
E como uma das "Periquitas", fiquei muitooo agradecida e feliz dela ser indicada!!! Obrigada!!

Ary Araujo de Santa Cruz disse...


Gostaria de endossar o que o Raphael Fernandes disse:

"(...)está na hora de existir uma nova categoria só para autores que escrevem e desenham. Tornando a competição mais justa para ambos. Assim, a categoria roteiristas ficará destinada apenas aos que se dedicam a escrita. Os iluminados que escrevem e desenham merecem um espaço próprio".

E se não fosse muito disparate, gostaria de indicar o Mistiras para o prêmio de Melhor Web tira:

www.mistiras.com.br

Muito obrigado pela atenção.


klöZ disse...

Acompanho os trabalhos de Maria Rita Almeida Correa com muito interesse nas suas belas aquarelas e desenhos. Quero aqui parabenizá-la, agora, com um beijo bem carinhoso, pela sua participação na excelente revista " As Periquitas", a qual acaba de receber importante premiação. Quanto às outras talentosas meninas que fazem parte dessa publicação, envio muitos beijos também. Continuem, todas vocês, a nos brindar com todo esse talento, e muito sucesso! E viva as Periquitas!

Gabriela Nogueira disse...

Também eu como uma das Periquitas, fico realmente contente em saber que a revista está considerada na lista! Estamos todas mui felizes!

Marina de Campos disse...

Difícil disputar atenção com eventos de SP, mas além da Gibicon na região sul tem também a Multiverso ComicCON RS, que vem crescendo a cada ano e em 2014 fez sucesso com a inclusão do artists alley entre as atrações.

Sidney Gusman disse...

Caros, acabei de ver a lista do HQ Mix. Estive muitos anos desse lado e sei bem o trabalho que dá.

Mas como o intuito aqui é abrir pra discussão, vamos lá. E sem legislar (apenas) em causa própria.

Na categoria Edição Especial Nacional, senti falta, pelo menos, de Quaisqualigundum e de Bidu – Caminhos. Sim, podem falar que é porque editei a segunda, mas, fato, trata-se de uma aula de narrativa e relação texto-imagem. Gostem ou não.

Por isso mesmo, me causou muito estranhamento não ver Eduardo Damasceno e Luís Felipe Garrocho em NENHUMA categoria artística.

Também achei estranho Danilo Beyruth ficar fora da categoria desenhista, num ano em que lançou São Jorge e Singularidade. Fica a sugestão.

Além disso, mantenho minha posição do ano passado: agradeço pela inclusão da Graphic MSP como Projeto Editorial, mas não acho justo ela concorrer, pois já venceu uma vez. O Projeto Editorial, penso eu, deveria ser algo NOVO, não algo que se estabeleceu no mercado.

Abraço

Ruptured Duck disse...

Costas quentes? Parece que a srta. descobriu a América :)

Ruptured Duck disse...

Engraçado o pessoal falando em criar mais categorias porque está aparecendo mais roteiristas. É a concorrência, oras. Mais categorias pra poder encaixar todos os amigos? Vamos dar troféu pra todo mundo logo.

André Diniz disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Felipe Cagno disse...

Fiquei muito feliz com a indicação do "321" na categoria Melhor Publicação de Grupo, muito obrigado!

Lendo os comentários, curti o que o Raphael levantou e outros concordaram, sobre separar roteiristas de autores. Até porque dando uma rápida olhada nos indicados na categoria Novo Talento Roteirista, me parece que todos os pré-indicados ilustraram os próprios livros o que faz parecer que roteirista que não sabe desenhar leva uma pequena desvantagem porque divide a narrativa com alguém.

De qualquer maneira a lista está excelente e deixo aqui meus parabéns a todos os pré-indicados e ao júri que teve uma tarefa ingrata de julgar tanta coisa boa :)

Hromeu Pinto disse...

Gente, faltou a Multiverso Comic Con nos eventos [2]

Agora com nome de ComiConRS !

No mais, olho nesse Gustavo Duarte. Esse guri vai longe. e parabéns a Cris Peter, Guazelli (Kaputt é sensacional).

Minha restrição é, mesmo sendo fã do barbudão, pelo Alan Moore estar aí por um dos seus piores trabalhos.

Felipe Sena disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Patricia Nicastro Santi disse...

Senti falta das Tirinhas do Hugo nas indicações de Web Tiras.
https://www.facebook.com/tirinhasdohugo
Trabalho fantástico!!!

Milena Larissa Varella de Azevedo disse...

Olá, pessoal!

Pela terceira vez um trabalho do qual participei está na honrosa lista do Troféu HQ Mix. Agradeço o reconhecimento, mas me permitam indicar a exposição "Tebeos: una España de viñetas", que a 4ª edição da FLiQ (Feira de Livros e Quadrinhos de Natal) trouxe em primeira mão ao Brasil, numa parceria com a Embaixada da Espanha, ano passado, altamente elogiada tanto pelos frequentadores do evento quanto pelos artistas convidados.


E após ler com calma os comentários deixados aqui, concordo e endosso a sugestão dada pelo Raphael Fernandes quanto à divisão da categoria roteirista. É realmente bastante injusto o "roteirista roteirista" concorrer com o quadrinista (o desenhista que também escreve suas histórias). Com isso, nomes que fizeram um trabalho excelente, como a Ana Recalde (Beladona), ficam de fora.


[ ]s,
Milena Azevedo

Zé Wellington disse...

Não poderia estar mais honrado em ser indicado na categoria Novo Talento Roteirista. Fico feliz por ter sido considerado nesta edição do prêmio.

Gostaria apenas de fazer o adendo que no álbum QUEM MATOU JOÃO NINGUÉM tive importantes contribuições no roteiro do Wagner Nogueira, tanto que na publicação ele é creditado junto comigo no roteiro. Sendo assim, se minha indicação é especificamente por conta deste álbum, é justo que o nome dele conste junto com o meu.

Com muitos, endosso o comentário do Raphael Fernandes sobre termos uma categoria separada para artistas que roteirizam E desenham suas HQs.

O Hector Lima citou lá em cima o brilhante quadrinho jornalístico Pânico No José Walter, que merecia ser considerado na categoria Publicação Independente de Autor.

Guthem disse...

Novo Talento Desenhista

Germana Viana (Lizzie Bordello e as Piratas do Espaço)

Dentre os citados, acho que esse trabalho merece, disparado.

RQT COMICS disse...

Parabéns a todos os indicados!

Não acho que deva ser criada uma nova categoria para roteiristas/desenhistas. Em algum momento da concepção da obra o artista teve que se dedicar completamente ao roteiro, acho mérito merecido ser indicado como melhor roteirista ou roteirista revelação!

No caso de muitos acharem que é desvantagem competir com alguém que escreve e desenha, vejam como estímulo para se superarem e produzirem obras cada vez melhores (não que eu ache que as pessoas escrevam pensando em ganhar prêmios).

Também senti a falta de Bidu – Caminhos e das edições de O Inescrito lançadas em 2014.

É nóix que gira as BeyBlade, bruxão!

Cristiano Martinez disse...

Prezada organização do troféu,

Meu manifesto é a favor da manutenção da tirinha do Edibar, da categoria Web Tiras, na lista final de indicados.
O trabalho do Lucio Oliveira é um dos melhores no humorismo publicado na internet. Além de uma das páginas mais curtidas e comentadas do Facebook (com milhares de compartilhamentos), o Edibar recupera aquele humor simples, politicamente incorreto e bem sacado do tradicional formato das tiras de jornal.
O Lucio Oliveira é um artista talentoso e muito inteligente. O Edibar merece mais do que apenas uma cerveja. O engradado e o estoque de todo o bar são seus de maneira legítima!
Mantenha o cara na lista final de indicados! É o mínimo que precisa ser feito pelo personagem e seu criador.
Um abraço!

Leitor de HQ disse...

Acho que as obras deveriam ser indicadas em uma só categoria, se algo está em melhor independente de autor, não deveria ir pra melhor edição especial, ou infanto-juvenil, e vice-versa. Não acho que haja uma hierarquia dos prêmios e não tem sentido uma mesma obra concorrer em duas categorias diferentes. Caso contrário, não há motivo para desmembrar as categorias.

RQT COMICS disse...

Leitor de HQ,
imagine Ben-Hur, Senhor dos Anéis ou Titanic concorrendo em apenas uma categoria no Oscar. Não seria justo e difícil decidir em qual categoria a obra se saiu melhor, creio que o mesmo vale por aqui.

coxpuro disse...

Coloco a qualidade trabalho de Lucio oliveira (edibar o boêmio) no mesmo patamar de criações de altíssima qualidade como recruta zero (Mort Walker) e hagar o horrível(Dik Browne), meus parabéns ao criador!!!

Clayton Mota disse...

Realmente um grande merecedor de Homenagem é as tirinhas do Edibar , anotem aí ele tem tudo para arrebentar mais pelo Brasil , são piadas e toques refinados e inteligente de humor numa bela jogada de uma família criada com traços e realidades bem brasileiras , conheci o personagem mais ou menos uns 5 anos na net e desde então não perco uma tira desse personagem e seu criador Lúcio tem ótimas charges e tiras que vale a pena conferir , ganhar um prêmio seria merecido , mas um prêmio não pode significar nada para muitos que virão .

Parabéns a todos envolvidos

Denis Mello disse...

Fico honrado em novamente ser indicado na categoria Web Quadrinho com Beladona!

Acho uma pena que a categoria AVENTURA-TERROR-FICÇÃO não se preocupe em olhar para o material nacional com tanto carinho. É algo que tenho observado a alguns anos já. Não acham que seria mais coerente, considerando o crescimento do volume de publicações no nosso mercado interno hoje em dia considerar PRIORITARIAMENTE a produção nacional ao invés de Demolidores, Hellblazers e mangás?

Claro, se é realmente tão importante indicar materiais gringos, não seria o caso talvez de dividir entre nacional e internacional? Apesar de Astronauta estar num padrão altíssimo, outros títulos como o próprio Beladona, QUAD e outros que poderiam compor um quadro de indicados para uma competição muito legal nacional nessa categoria mix das vertentes "fantásticas" da HQ ficam de fora para dar lugar a uma quantidade de material estrangeiro cujos autores não sei se valorizam (ou se beneficiam) tanto do prêmio quanto a galera tupiniquim.

Abraços e parabéns a tod@s @s camaradas indicados!
Fico feliz de ver a competição cada vez mais acirrada e com materiais muito bons ficando de fora, porque simplesmente é cada vez maior o volume e a qualidade como um todo!
Aos que não estão na lista, paciência e vamos adiante!
A meta é sempre dar o melhor na próxima!

Polako Comttresks disse...

Não sei se já foi dito - não li todos os comentários - mas o endereço (link) para o site do Willtirando está errado!

o correto é: http://www.willtirando.com.br/

vlw flw!!!

Murilo Alves Perin disse...

Acrescento no coro do grande trabalho que vem sendo feito com as tiras do Edibar!

Fora esta questão, alguém até agora tem alguma informação sobre o que houve com as indicações de trabalhos acadêmicos? Abraços

Helder Lima disse...

Edibar, o bohemio mais querido da internet merece o premio com certeza.

Diabba disse...

Edibar, está a ser um sucesso tremendo em Portugal.
Queremos que seja editado por cá.

Edibar, Edimunda, Gole, D.Anaconda etc etc

Tiras fantásticas

Peril disse...

Super merecida a presença da Revista As Periquitas na lista, valorizando o trabalho bem bacana das meninas nas HQs, bem como, termos o nome da Germana Viana, grande quadrinista e forte concorrente!

Unknown disse...

Edibar é DEZ !

Yoshi disse...

Gostaria de deixar algumas sugestões também.

Acho que seria minimamente justo Bidu - Caminhos estar indicado à Edição Especial Nacional;

Em Evento eu colocaria o Multiverso ComicCon no lugar do Anime Friends, já que a Yamato já tem sua representante com o Brasil ComicCon na lista;

Em Novo Talento Desenhista eu gostaria de ver o Raoni Marqs (Khorn) e o Kaji Pato (Quack);

Em Novo Talento Roteirista eu daria a sugestão em adicionar Brão Barbosa (Feliz Aniversário, Minha Amada) e Felipe Cagno (3,2,1 Fast Comics);

Em Publicação Independente de Autor faltou Ópera Jones (Carlos Estefan e Mauro Souza);
(aliás.. o que define uma obra entrar em "independente de autor" e "independente de one shot"? a promessa de uma continuação?)

E finalmente em Webtiras eu indicaria a inclusão do Depósito do Wes (Wesley Samp) que tem feito um trabalho sensacional, Vida de Suporte (André Farias) que imagino estar no TOP5 de webcomics brasileiras mais acessadas e RyotIras (Ricardo Tokumoto) que é excelente em tudo o que faz =)

Em tempo... gostaria de perguntar se as premiações para produções estrangeiras são referentes aos trabalhos atuais ou trabalhos antigos que porventura estão sendo publicados hoje no Brasil? Caso seja a segunda opção, não seria mais relevante dar o prêmio à tradução e edição das editoras envolvidas ao invés de premiar em 2015 um trabalho que foi realizado há 15, 20 e até 30 anos atrás?

Masegui disse...

Edibar da Silva é show de bola! A melhor tirinha que apareceu nos últimos tempos!

Eric Peleias disse...

Olá, amigos!
Não sei se ainda tem alguma chance, mas gostaria que reavaliassem a HQ que lancei ano passado, Ima - Sempre em Frente.
É uma publicação independente que saiu em parceria com uma pequena editora.
Enviei uma cópia para análise e se quiserem mais informações podem encontrar aqui nesse link: http://www.artliber.com.br/book_detail.asp?cod_livro=P17447.
Obrigado e bom trabalho!

Felipe Cagno disse...

Caramba, o Yoshi lembrou bem, o Ópera Jones é sensacional, um dos melhores lançamentos do ano passado realmente.

Acho que tanto a HQ como o roteirista Carlos Estefan e o artista Mauro Souza deveriam ser lembrados se possível!!

Aliás, tendo trabalhado com o Carlos duas vezes já e acompanhado de perto o trabalho dele, é fácil um dos melhores roteiristas hoje no mercado :)

(rs, rs, esse júri está ferrado com tanta coisa boa!!)

Carol Barbosa disse...

apoio a indicação da MULTIVERSO COMICCON que vai para sua quinta edição ;)

ex-controlador de tráfego aéreo disse...

O Edibar é mais uma estrela brasileira em sua essência, haja vista sua aceitação inconteste em todas as regiões. Sou seu fã e quero vê-lo brilhar cada vez mais. Parabéns ao Lúcio Oliveira por sua criatividade. Torço para que seja premiado e o Edibar vá receber o prêmio com toda sua turma! Um abraço de Campo Grande, MS!!!

André Diniz disse...

Faço coro aos que pedem a inclusão do Opera Jones entre os indicados. A HQ é excelente, sem falar que Mauro Souza é indiscutivelmente um dos maiores desenhistas do país.

José Aguiar disse...

Amigos do HQMIX, novamente fico feliz com a presença de trabalhos meus entre os indicados deste ano. Peço por favor uma correção: minha obra que consta em "Publicação Independente de Grupo" como Vigor Mortis 2, deveria ser grafada corretamente como Vigor Mortis Comics 2 - sangue, suor e nanquim, que é seu título completo. Inclusive ela poderia estar concorrendo na categoria "Publicação de Aventura-Terror-Ficção" devido a seu conteúdo. Especialmente no que tange o Terror. Sobre isso, acrescento que misturar "Aventura-Terror-Ficção" é um critério que questiono. Deveria haver uma categoria separada para Terror e outra para aventura e ficção, que são gêneros que se confundem mais. Ano passado tivemos obras, além de minha Vigor Mortis Comics 2 como Dora, Beladona, Aos Cuidados de Rafaela, entre outras, que poderiam elencar uma lista de terror facilmente. Outra crítica que faço é a mistura de obras estrangeiras e nacionais concorrendo juntas. Temos que incentivar a produção e autores NACIONAIS prioritariamente.Se é para para excelente Demolidor concorrer com autores, que seja numa categoria de graphic novels ou encadernados estrangeiros.
Novamente, advogando em causa prória, minha tira Nada Com Coisa Alguma poderia ter a chance de estar entre as tiras indicadas. A série tem 04 anos de publicação aqui em Curitiba, junto do Salmonelas do Benett, por sinal, uma órtima lembrança na categoria,

Rita Lange Tomaz disse...

Meu dia não fica completo sem o Edibar e sua turma!

Davi Calil disse...

acho q se um autor consegue acumular a função de roteirista e desenhista deveria sim competir em 2 categorias diferentes, não concordo com a idéia de se criar uma categoria separada para quem escreve e desenha. Acho q separar desmerece o esforço do roteirista e do desenhista, até pq o cara q escreve e desenha consegue fazer no máximo 1 projeto por ano (na melhor das hipoteses) enquanto um roteirista q não desenha pode trabalhar em vários projetos ao mesmo tempo (como acontece em mercados já consolidados) o que da uma boa vantagem pra ele. Serveria até de estimulo para roteiristas começarem a aprender a desenhar já q desenhistas estão aprendendo a escrever (:

Distrito Nordeste 4 Remne disse...

Gostaria de parabenizar toda essa organização e afirmar meu carinho e de minha família pelo Edibar, esse personagem tem sido muito importante para nossa família e porque não dizer nossa cidade Natal-RN. nos temos todas as historias dele e também o livro. Obrigado Edibar por nos fazer mais felizes.

Georg Emmerich

Felipe disse...

Pô Calil, adoro você mas não concordo nem um pouco com tua opinião... Eu acho que tem um pouco de fetiche do autor aqui no Brasil, ou o cara é um faz-tudo ou não tem reconhecimento. Que tenha uma categoria só de artista, uma só de escritor e uma TERCEIRA de "autor" (desenhista/artista) não limita nada, só abre portas pra mais gente aparecer e ser conhecida!

Daiana Furtado disse...

Sou fã do Edibar e sua turma. Estou muito feliz por ele estar nessa lista.

Gustavo Borges disse...

Primeiramente agradeço pelas quatro pré-indicações em que me encontro. Fico grato que tenham achado meu trabalho a altura.

Gostaria de deixar algumas opiniões:

Como muitas já estão discutindo o tema acima, eu também concordo com a inclusão de uma categoria exclusivamente para roteiristas. Não penso que é "mimimi", nem que seria menosprezar o artista que faz tudo (como eu faço em alguns trabalhos). Acredito que o trabalho de escrever um roteiro vai além de uma simples redação e um descrever de cenas. Exige que, mesmo o roteirista não desenhando, tenha uma visão gráfica também, criando um obra realmente em quadrinhos. Isso só iria dar mais atenção a quem está fazendo um bom trabalho, incentivar mais autores a começarem, e por vez reforçar o mercado de roteiristas aqui.

Também acho estranho que seja desconsiderado uma categoria para os Coloristas. Sendo que é uma etapa tão quão importante quanto o roteiro e o desenho, e da mesma forma como para os roteiristas, só iria incentivar mais os profissionais da área.

Por fim, senti falta de alguns nomes e títulos na lista... A HQ Ópera Jones do Carlos e Mauro, é realmente um dos melhores lançamentos do ano passado, tanto quando os autores são ambos muito talentosos e seria justo serem considerados.

Bidu- Caminhos, do Damasceno e Garrocho também deveria receber um segundo olhar, porque tem um trabalho sensacional, e não é só porque é MSP. Eduardo Damasceno (tanto como Mauro) poderiam estar concorrendo na categoria de Desenhista Nacional.

Por fim, é esquisito que o 321 - Fast Comics tenha entrado nas listas, mas quem escreveu mais de 2/3 da HQ e criou o livro tenha sido desconsiderado. Felipe Cagno (tanto quanto o Carlos Estefan) são nomes que faltam nas categorias de roteirista.

Obrigado!

Davi Calil disse...

Felipe!! cara te adoro também, vivemos momentos lindos no FIQ, espero q venham muitos outros, podemos discordar q seremos amigos igual, rsrs. Pois é, foi apenas minha opnião mesmo. No meu caso, q sou desenhista mais velhaco e roteirista iniciante, nem me sinto em pé de igualdade com quem sempre se dedicou a escrever, porém, ao meu ver são dois ofícios diferentes. O Calil desenhista é bem mais confiante, o Calil roteirista é meio bunda mole ainda, rsrs, mas se eu chegar a escrever algo legal algum dia gostaria de estar entre os roteiristas também e não num grupo a parte (dos q desenham e escrevem), foi nesse sentido q fiz meu comentário acima. Entendo q mais categorias dão mais chance pra mais gente, se for apenas por isso, blz, é q a lógica de separar o roteiro de quem desenha do roteiro de quem não desenha não faz sentido pra mim pq roteiro é roteiro (não importa se a pessoa é polivalente ou não). No final das contas acredito q o importante mesmo é ganhar o público e não um prêmio, rsrsrs.

Kécia Silva disse...

O Edibar é o máximo. O bebum mais querido do Brasil.
Tem um humor ácido, porém leve. Sem ofensas (a não ser à sua sogra)
O Edibar é 10

Pablo Casado disse...

Calil, acho que o ponto é justamente esse: ganhar público e não necessariamente prêmios. Uma categoria exclusiva para roteiristas ajudaria a tirar esse ranço que a nossa cena tem com a figura do autor-faz-tudo e divulgar autores que ficam relegados porque não desenham. Isso não desmerece ninguém e muito menos serve de tapinha nas costas para os roteiristas.

Aproveitando: fiz um levantamento dos premiados na categoria Roteirista Nacional.

De 89 pra cá, foram 25 premiados. Apenas 6 roteiristas ganharam, sendo que um deles, a Adriana Brunstein, dividiu o prêmio com Samuel Casal, que coescreveu o roteiro de Prontuário 666 com ela.

Ou seja: foram 20 roteiristas/desenhistas premiados desde 1989 (contando o Casal).

De 2006 até 2013, onde a Wikipédia da premiação registra os indicados, foram 20 roteiristas indicados (com candidatos recorrentes, o que revela falta de oxigenação) e 37 roteiristas/desenhistas. Destes, apenas a já citada Adriana Brunstein e Wander Antunes foram premiados. Esses números incluem os premiados.

Os números, ainda que não sejam absurdos, me parecem revelar uma certa predileção pelo autor-faz-tudo.

FONTE:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Trof%C3%A9u_HQ_Mix_-_Roteirista

Ah, concordo com o Gustavo Borges: demorou categoria para coloristas.

André Diniz disse...

Pessoal, a gente já entendeu que o Edibar é maravilhoso, divino, fodástico, OK?

José Aguiar disse...

Eu engrosso o coro de quem defende a presença de Bidu - Caminhos, Ópera Jones (ao menos na categoria desenhista. Ningúem viu o belíssimo "Fim do Mundo" (ele também fez Vigor Mortis Comics 2) do André Ducci? Merecia concorrer a desenhista revelação! Também sou a favor de uma categoria para coloristas!Sempre esquecidos, cada vez mais importantes!

Mário Oliveira disse...

Olá pessoal,

Mais um ano incrível de produção nacional para ser apreciado.
Vou endossar aqui pela criação da categoria roteirista/desenhista e deixar as já existentes para quem só desenhou ou só escreveu. Creio que já temos um volume de produção grande o suficiente para fazer esta divisão e são dois processos de produção bem distintos o do autor faz-tudo e o trabalho em equipe.
A categoria adaptação para outras mídias, acho que deveria focar só produções realizadas no Brasil ou produções (ou co-produções) estrangeiras só se forem baseadas em HQs nacionais. Já temos volume o suficiente pra isso também e convenhamos que grandes produções hollywoodianas não estão nem aí pro Troféu HQ Mix.
Entre os indicados senti falta de indicações de melhor desenhista para o Davi Calil pelo 'Quaisqualigundum', desenhista revelação pro Talles Rodrigues e de roteirista revelação pro Pablo Casado pelo 'Mayara & Annabelle' e de publicação independente e publicação de humor pro 'A história mais triste do mundo' do Eduardo Medeiros.
Acho que é isso. Parabéns à comissão a todos os pré-selecionados.
Abraços,
Mário

André Diniz disse...

'A história mais triste do mundo' do Eduardo Medeiros!!! Obrigatório, foi uma das HQs mais gostosas que eu li no ano passado. Assino embaixo.

Pablo Casado disse...

Bem lembrado, Mario! A História Mais Triste do Mundo do Edu é ótima!

E valeu pela lembrança!

Leitor de HQ disse...

RQT Comics, se a comparação for com o Oscar, então é falha, pois o Oscar não tem prêmio de melhor filme independente de autor, melhor infantojuvenil, e melhor filmes especial, só tem de melhor filme e categorias técnicas.
O HQ-Mix divide em categorias para ampliar o escopo dos premiados, e não para hierarquizar os prêmios. Não faz o menor sentido um mesmo livro concorrer como independente de autor, one-shot, infanto-juvenil, terror e ficção e melhor edição especial. Faz sentido concorrer em uma dessas e em outras categorias técnicas.

Denis Mello disse...

Se eu ainda tinha duvidas sobre a separação do "faz-tudo" numa categoria separada, o post do Pablo Casado foi bem esclarecedor.
E não ter uma categoria colorista é quase uma ofensa à classe, realmente.

RQT COMICS disse...

Olá, Leitor de HQ!
O uso do Oscar foi apenas para deixar o exemplo simples para qualquer pessoa entender, poderia ter sido qualquer outra premiação. A questão que eu levantei foi de lógica.
Para facilitar vou usar o próprio HQ Mix como exemplo: Lu Cafaggi é indicada na categoria Novo Talento por desenhar Laços, a graphic é indicada como melhor Edição Especial Nacional, Vitor Cafaggi é indicado como melhor desenhista nacional, os dois são indicados como melhor Roteirista, a obra também é indicada como melhor Projeto Editorial e Publicação infantojuvenil. Na sua sugestão, a participação em algumas categorias excluí concorrer em outra. Agora escolha em quais categorias seria justo a obra concorrer?

Seria muito injusto ser escolhida em uma categoria e perder, e ficar de fora de outra que seria campeã. Mas como não temos bola de cristal para saber se ganharíamos vamos usar o seu exemplo: A obra X é pré-selecionada em Independente de Autor e também em Terror e Ficção. Como será decidido em qual categoria ela deve concorrer? Acho que é aí que pode ocorrer uma injustiça, já que a obra pode se enquadrar nos dois quesitos.



Ps. Acho que Laços e os irmãos Cafaggi ganharam quase tudo.

Unknown disse...

Olá comissão organizadora do HQmix,

Conferindo a página de inscrições da categoria Web - Quadrinhos, não encontramos a inscrição da obra "Ledd", que foi efetuada por nós.

Saberiam nos informar porque ela não consta na lista de inscritos?

No aguardo, e obrigado pela atenção,

Guilherme Dei Svaldi

Cleiton Patrick disse...

Olá organizadores do HQ Mix, quero agradecer em nome da Gibiteca de Caçador a pré-indicação do álbum "Um ROCK para Caçador"! Ficamos muito contentes, e agradecemos a atenção na avaliação!

Marlon Furtado disse...

Valeu Edibar da Silva!Tu vai longe...Parabéns Lucio Oliveira!

Fábio Coala disse...

Obrigado pelas indicações. Também senti falta do Ópera Jones em alguma das categorias.

Pedro Prado disse...

Acho uma puta falta de sacanagem "Capas & Gravatas", que já foi considerada por um doutor como um dos melhores quadrinhos de 2014 não ter sido sequer nomeada.

Davi Calil disse...

Oi Pablo Casado! então, acho que entendi melhor o q vcs querem dizer, meu posicionamento foi mais pela questão técnica de não haver nenhuma diferença entre roteiro de quem desenha e roteiro de quem não desenha, por isso de não ver sentido na separação. Não havia percebido que a questão era estratégica, pra ajudar a dar visibilidade para a categoria, não me oponho a alegria das pessoas, pelo contrário, quero mesmo é q todos sejam felizes, rsrs.
abraços (:

Jefte de Oliveira disse...

Oi comitê
A HQ O AMOR INFINITO QUE TENHO POR VOCÊ da Balão ganhou prêmios na Espanha, em Portugal e na França. No Brasil não é sequer pré-indicada? Não entendo. Por gentileza considerem.

Pablo Casado disse...

Nah, tranquilo, Calil. ;)

Bibinha Rocha disse...

Nossa! Fiquei muito feliz que a tirinha do Edibar da Silva foi selecionada para o prêmio. É a minha preferida, pois, às vezes, eu entro no Facebook só pra ver o que esse irreverente boêmio está aprontando, principalmente com a sua esposa, Edimunda. As tirinhas em que ela está de TPM e desconta no Edibar são as que mais dão ibope....rsrsrsr. Tomara que ele ganhe esse honroso prêmio. Ele merece, pois torna o nosso dia, por vezes, enfadonho, mais risonho.

Ernani cousandier disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Estevão Ribeiro disse...

Numa conversa com uns amigos, acabei pensando que, na parte de Aventura/Terror/Ficção, faltou mesmo Beladona e ouso também dizer que faltou Da Terra à Lua, que foi feito com base no homônimo de Verne, com referências Méliès e HG Wells. Acho que capta bem o clima FC e aventuresco que a categoria propõe.

Conexão Mista disse...

A Jambô editora é a melhor editora de quadrinhos nacionais. A revelação é a Germana Viana,que fez a incrivel HQ "Lizzie Bordello e As Piratas do Espaço",que amei!

Ernani cousandier disse...

Feliz em ver meu "Nenhum dia sem um traço" pré-indicado em duas categorias, “Publicação Independente de Autor” e “Publicação de Humor Gráfico”. Agradeço aos colegas da comissão organizadora. Grande abraço.

Luciano Salles disse...

Ver L'Amour: 12 oz como 'Edição Especial Nacional' e de quebra ser indicado como 'Desenhista Nacional' é demais. Fico lisonjeado e grato.
E ver também o curta-metragem Luzcia, a Dona do Boteco, uma adaptação homônima da minha primeira HQzine concorrendo em 'Adaptação Para Outras Linguagens' é incrível.
Muito obrigado e grande abraço para todos :D

Mustafa Fafo disse...

com participações de colaboradores do nível de Natalia Forcat,não fica difícil PERIQUITAS,ser a vencedora do prêmio.trabalho muito bom.inteligente e interessante

Soraia Oliveira 93,93/93.'. disse...

Aêêê Periquitas!! =)

Paulo Setúbal disse...

As meninas de As periquitas desenvolvem um trabalho bonito e importante no cenário do humor e do desenho gráfico brasileiro. Merecem todos os aplausos dos seus colegas de profissão e de todo o público que ama o que elas fazem com muito talento.

Gilberto Rossi disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Gilberto Rossi disse...

Olá. Estou passando uns dias na terrinha mas gostava de participar. Está faltando Multiverso Comic Con, Feitiço da Vila (amei) e O Amor Infinito que tenho por você, do portuga Monteiro, o quadrinho mais sensível que li nos últimos anos. Abração!

Guilherme Kroll disse...

Obrigado Jefte pela lembrança de "O amor infinito que tenho por você e outras histórias", do português Paulo Monteiro. Gostaria muito que fosse indicado tb, mas acho que a comissão o preteriu em nome de outras obras que acharam melhores. Respeito a decisão deles, acho que não tem muito sentido mudar os indicados depois que eles são anunciados, mas essa é uma postura do prêmio. Entretanto, se considerarem que vale a pena, ficaremos muito felizes se a obra acabar sendo indicada.

Felipe Cagno disse...

Amigos, acabei de perceber que não existe nenhuma publicação independente concorrendo na categoria de "Projeto Editorial", não sei se é por seleção do júri ou se a categoria não está aberta a trabalhos independentes este ano.

Se for seleção mesmo e a categoria poder receber trabalhos autorais, eu gostaria de levantar a bandeira do "321: Fast Comics" já que além de contar com mais de 40 artistas nacionais e internacionais em único livro (tarefa nada fácil para um editor), ainda teve um trabalho espetacular de capa e capa variante pelo Lucas Leibholz, Márcio Abreu e o mexicano Everardo Orozco, e toda uma linha editorial produzida com louvor pelo chileno Gustavo Borges que conseguiu transformar a HQ em um bar com cada história trazendo uma receita de drinque relacionada ao conteúdo da história.

Enfim, vale a consideração de um trabalho editorial minucioso e que aconteceu com o apoio de fãs no Catarse e as metas estendidas alcançadas, seria legal celebrar esse tipo de coisa.

Sei que projeto editorial engloba vários títulos na mesma linha de produção, mas como o Ícones foi indicado ano passado e foi trabalho único, achei que o "321: Fast Comics" merecesse uma chance também :)

Muito obrigado pela consideração!

Conexão Mista disse...

Se a Germana Viana não ganhar esse troço eu vou ficar puto U.u Ah! Acho a inciativa do prêmio bem boa,mas bora melhorar o lay né? Abraço!

Maria Luiza Benitez disse...

Torcendo por ti Edibar que tão bem nos representa no campeonato de alterocopismo ! Que levantes a taça. Um brinde!

Jair Stedile disse...

Torcendo para que As Periquitas levantem o troféu.

Cláudia Assunção disse...

Simmm, As Periquitas!!!!!!!!!!!!!!!

Unknown disse...

As tirinhas do Edibar da Silva são as melhores da web. Parabéns Lúcio Oliveira.

Unknown disse...

As tirinhas do Edibar da Silva são as melhores da web. Parabéns Lúcio Oliveira.

Cordeiro de Sa disse...

Olá, puxando a sardinha pra nossas bandas, lembro que lançamos no começo de 2014 o terceiro volume da coletânea RPHQ - Ribeirão Preto em Quadrinhos (cujos 2 primeiros números receberam indicações para melhor publicação de GRUPO). Como não conseguimos fazer lançamentos em Sampa nesse ano, talvez nem todo mundo tenha visto o material, a tempo de qualificar, ou não, sua inclusão nessa lista. A sorte é que além da distribuição impressa, ele está disponível aqui na internet: http://issuu.com/cordeirodesa/docs/rphq_3
Fica a dica. Abração!

Gabriel Gomes disse...

Parabéns a todos os indicados.
E parabéns a todos da organização pelo trabalho de apuração e indicações.
Gostaria apenas de sugerir somar o livro Monsters! & Other Stories da Dark Horse do Gustavo Duarte no Destaque Internacional.
Foi o livro que projetou o autor nos EUA, seguido pelos Guardiões.

Grazi Biancuzzi disse...

Aqui em Ribeirão Preto - SP tem uma galera fazendo uma HQ sobre a cidade que é bem legal - a HQRP. Ela é impressa mas dá pra ver o trabalho nesse link:
http://issuu.com/cordeirodesa/docs/rphq_3. Vocês conhecem? Eles já participaram de algumas premiações, vale a pena conferir! :)

Walber Tuler disse...

Parabéns a todos os finalistas!
Outra obra que merece destaque é "Nada Com Coisa Alguma" do quadrinista José Aguiar, apreciação incontestável pelo público inclusive pelo sucesso que teve no Catarse, principalmente devido a qualidade e originalidade de seu trabalho. Espero que essa obra esteja entre os finalistas do Troféu HQMIX na categoria Tira nacional ano que vem!

Antonio Cláudio disse...

Aqui em Ribeirão pude conferir um trabalho extraordinário que merece a atenção do pessoal, saiu muito na nossa mídia e se não me engano é o terceiro volume, se chama RPHQ - Ribeirão Preto em Quadrinhos. Lembro-me que as versões anteriores foram premiadas...confiram esse material, é muito bom mesmo, e está disponível na net:
http://issuu.com/cordeirodesa/docs/rphq_3
Vale a pena, é diferente de tudo, sou Ribeirão Pretano e tenho muito orgulho desse trabalho, mas nao só por isso deixo essa dica, o material é impecavel e valoriza vários artistas..deixo aqui a minha dica. Abração pessoal.

Ricardo Quartim disse...

Já tinha notado a falta do material do RPHQ3 (o terceiro volume de "Ribeirão Preto em Quadrinhos"). Quando entrei nos comentários para fazer essa observação me deparei com o Antonio Claudio que já estava citando a mesma coisa que eu.

Este é um trabalho muito bem feito por vários artistas de diferentes estilos que merece ser apreciado por todos! Inclusive incluído na lista dos indicados do Troféu HQMix. O coordenador do projeto Cordeiro de Sá luta pela divulgação dos quadrinhos em Ribeirão Preto como uma forma de arte e cultura. E não só para a cidade quanto para o país. Cordeiro é um dos grandes representantes da nona arte no interior brasileiro.

Como bem informado pelo Antonio no comentário anterior ao meu, o link dos três álbuns se encontra disponível para todos e existem também as publicações impressas.

É um excelente material do mais alto nível!

Ricardo Quartim
Jornalista especializado em quadrinhos e cultura pop. Membro da equipe da revista Mundo dos Super Heróis, editor do blog Chamando Superamigos, responsável pelo DROPS Ricardo Quartim no Youtube, colecionador e aspirante a escritor com uma obra não publicada: "Os Senhores de Ur".

Caetano Cury disse...

Também senti falta da RPHQ3...

Dud disse...

Realmente a RPHQ 3 (Ribeirão Preto em Quadrinhos) é uma publicação que merece estar na lista. Qualidade!

Troféu HQMIX disse...

Caríssimos, a partir deste ponto estão encerrados os comentários sobre a lista de Pré-indicados ao Troféu HQMIX 2015.
Os jurados estão analisando todas as observações, sugestões e pedidos postados aqui desde o dia 8 de junho, e se julgarem necessário farão as devidas alterações.
Em breve entrará no ar a lista contendo os Indicados que farão parte da cédula oficial. Lembrando que, mesmo não constando dessa lista o autor ou a obra, estando dentro das normas do prêmio, poderão ser votados.
Agradecemos à todos que manifestaram suas opiniões, mantendo o espírito participativo, sempre em tom cordial e na verdadeira intenção de contribuir com a premiação.