quinta-feira, fevereiro 23, 2012

E o Sacarrolha vai para...

Criador e criatura, mas cadê o Primaggio??? Dentro da fantasia, ora! Como todo pai que se preza, quis ser o primeiro a testar a roupa!
Ele chegou no Brasil com nove anos de idade e foi morar no Rio de Janeiro. Nos anos 1960 começou a trabalhar para a Rio Gráfica e Editora (futura Globo), a partir daí fez história nas artes gráficas e nos quadrinhos brasileiros.
Seu personagem, o palhaço Sacarrolha, está completando 40 anos e, como todos já sabem, foi escolhido pela Comissão Organizadora para ser o troféu deste ano, a ocasião não poderia ser mais apropriada nem a homenagem mais justa, a seguir uma entrevista com o mestre, Primaggio Mantovi.

HQMIX - Primaggio, conte para nós como você começou no desenho?
R - Acho que começou no dia 18 de janeiro de 1945, data do meu nascimento! Piadas à parte, eu estrei profissionalmente nas HQs, como desenhista (roteirista/arte-finalista), em dezembro de 1965, quando a minha primeira história do cowboy Rocky Lane saiu publicada no gibi Rocky Lane nº 159.

HQMIX -  Na sua passagem pela Editora Abril você trabalhou com uma equipe que tinha nomes relevantes das artes gráficas. Produziram revistas que hoje são consideradas clássicas. Conte um pouco desta fase.
R - Entre as diferentes oportunidades que tive durante os meus 24 anos de Editora Abril, uma das mais gratificantes foi, sem dúvida, trabalhar lado a
lado com verdadeiras feras da HQ! Citando apenas algumas: Waldir Igayara de Souza, Euclides Miyaura, Roberto Fukue, Rodolfo Zalla, Rubens Cordeiro,
Moacir Rodrigues, Irineu Soares, Gustavo Machado, Napoleão Figueiredo, Luiz Podavin, Rogério Soud, Paulo Borges... Ou os roteiristas Ivan Saidenberg, Gerson Borlotti Teixeira, Marcelo Cassaro, Lúcia Nóbrega, Denise Ortega, Paulo Paiva, Arthur Faria Jr...


HQMIX - Didi, Volta para o Futuro pode ser considerada a primeira Graphic Novel brasileira? Como foi a criação daquela revista especial?
R - No gênero humorístico, acredito que sim! Tudo começou com a total indiferença, relacionada aos trabalhos realizados pelos artistas brasileiros
que trabalhavam na Redação Nacionais (da Editora Abril), a qual eu chefiava na época em que as Graphics ganharam força no nosso mercado. Aquele
"descaso" acabou mexendo com os meus brios a tal ponto que resolvi propor à diretoria (leia-se Elizabeth de Fiore), uma edição especial da revista As
Aventuras dos Trapalhões, em comemoração aos 25 anos de carreira do quarteto. Em resumo: Beth comprou a ideia e eu, disposto a aproveitar a
chance da melhor maneira possível, destaquei os melhores artistas da Nacionais. Roteiro: Marcelo Cassaro; Desenho a lápis: Gustavo Machado
(estilo humorístico) e Watson Portella (estilo realista); Napoleão Figueiredo (cores, tudo à mão!); Arte Final: João Anselmo. E o resultado foi
"Didivolta para o Futuro", batizada GraficTrapa, pra adequar ao gênero sátira. Resultado II: A Vingança (ah, ah, ah!). A edição conquistou todos os
prêmios (sete!) do ano, relacionados às HQs... Incluindo o HQMIX 1992!


HQMIX - O Sacarrolha foi criado para a Rio Gráfica por encomenda ou foi batalha sua pelo personagem que criou?
R - Eu diria "Batalha + oportunidade". No início dos anos 1970, eu ainda trabalhava na Rio Gráfica e Editora (RGE), mesmo assim passei a colaborar
com a Editora Saber S/A, de São Paulo - ora desenhando as capas das HQs, ora escrevendo e desenhando histórias do Zé o Soldado Raso. Em uma de minhas viagens, Savério Fittipaldi, diretor da Saber, pediu pra eu criar um personagem para publicação em revista própria. Atendendo à solicitação, desenvolvi a figura de um palhaço - a alma do circo, a meu ver, um ambiente simples, alegre e descontraído, onde os artistas não usam dublês. Em meados de 1971, fui promovido à chefia do setor de HQ da RGE e, por questões óbvias, tive de arquivar o meu palhacinho, ainda sem nome. Mas, ainda no mesmo ano, a RGE promoveu um concurso (limitado aos artistas da casa), envolvendo a criação de um personagem. Como prêmio, a editora oferecia ao autor do personagem ganhador, um contrato de três anos de publicação, em gibi próprio, com periodicidade mensal. Devido ao meu cargo, decidi não participar, mas diante de uma "intimação" da diretoria, inscrevi o palhacinho (logo, batizado de Sacarrolha) e ele acabou ganhando o concurso.



Agora sim, Primaggio e Sacarrolha no Parque do Ibirapuera, durante a festa de lançamento da revista "Diversões do Sacarrolha, da Editora D - Arte do Rodolfo Zalla
HQMIX - O que você tem feito atualmente e quais são os projetos para o futuro?
R - Atualmente tenho "alimentado" a minha nova paixão... Escrever sobre cinema - A propósito, o meu livro "Walt Disney, a Arte de Realizar um Sonho",
está em franca produção editorial e deve ser lançado em breve - Além disso, continuo ligado às HQs: traduzindo histórias da Disney Italy para a Abril;
ministrando cursos e palestras sobre roteiro & desenho; preparando (à toque de caixa!), uma edição comemorativa do Sacarrolha 40 anos; e por aí vai...


HQMIX - Em vista das mudanças ocorridas no cenário das Histórias em Quadrinhos no país nos últimos tempos, com uma Lei de Cotas para ser votada e toda a movimentação dos independentes. Arrisque uma previsão de como os quadrinhos brasileiros serão daqui pra frente?
R - Movimentos como esses são sempre bem-vindos, mas, na minha opinião, é preciso ter em mente que o sucesso de toda e qualquer revista em quadrinhos, brasileira ou não, depende, não só dos autores e/ou das editoras, mas principalmente do público leitor! Se a maioria dos fãs de quadrinhos não
der, ao menos, um mínimo de atenção/crédito às HQs dos autores nacionais (e continuar dando preferência aos quadrinhos enlatados), a Lei das Cotas vai
ter o mesmo fim que as anteriores. Daí, a única saída será recorrer a uma lei obrigando o leitor a comprar as HQs brasileiras! Ah, ah, ah!


HQMIX - O que você acha do Sacarrolha ter sido escolhido como a imagem do Troféu HQMIX de 2012?
R - Sinceramente, assim como o Sacarrolha, nunca imaginei que pudesse ir tão longe! Desde que a premiação veio à tona (juro que obedeci à "ordem de
sigilo"!) tenho lido manifestações do tipo: "Parabéns! Você merece!"; "mais que merecido!"; "Você é o Sacarrolha!" (Humm...), diante disso só me resta
agradecer, de coração, àqueles que escolheram a imagem do Sacarrolha como Troféu HQMIX de 2012, e acrescentar, uma homenagem como esta representa o maior reconhecimento que um autor de HQ pode receber. Obrigado!

40 comentários:

Rogério Faria disse...

Uma justa homenagem a um dos mestres dos quadrinhos nacionais.

Parabéns, Primo.

Rogério

LAUDO FERREIRA JR. disse...

Caríssimos,

Agradeço de todo coração a pré-indicação de "Histórias do Clube da Esquina" como Web Comics, mas é importante notificar a comissão organizadora que esta versão para internet não se encontra mais on line desde que foi lançada a versão impressa em agosto último pela editora Devir.
Para conferência, o atual site do Museu Clube da Esquina não contém, como disse as hq's disponíveis on line.

http://www.museuclubedaesquina.org.br/

Obrigado.

Laudo Ferreira

Zé Roberto Graúna disse...

Duas perguntinhas:

1- Porque não existe mais o prêmio "Publicação de Caricatura"?
2- Desde quando Loredano é chargista?

Parabéns pelo trabalho!
Abraços!

Gabriel Carvalho disse...

Boas indicações.
Mas acho que ficou faltando a Birds (do Gustavo Duarte) na categoria "Publicação de Aventura/Terror/Ficção"
É uma ótima história de Terror.

Fernando Ventura disse...

Eu acho que como o Primaggio é o homenageado é ele quem deve decidir sozinho que merece cada troféu e pronto! : )))

Marcelo Miranda disse...

Acho haver um equívoco em indicar "Achados e perdidos" tanto em PUBLICAÇÃO INDEPENDENTE DE GRUPO quanto PUBLICAÇÃO INDEPENDENTE DE AUTOR. São opostos, não? Ou uma coisa ou outra, eu acho.

Outra coisa é que "Daytripper" não é edição nacional. Ela foi escrita por brasileiros, mas é produção da DC Comics.

Essas são minhas ponderações.

Giovanna Franca disse...

Legal, galera, mas tah faltando muita gente em webcomics, hein!!

Muitos dos meus favoritos nem citaram nos comentários e que fizeram muita coisa legal ano passado, vou passar os links abaixo

http://www.overdosehomeopatica.com
http://www.gusmorais.com
http://dinamicadebruto.interbarney.com

Parabens aos outros indicados!

Bjs

Giovanna

Fabricio Waltrick disse...

Pessoal, boas indicações. Mas como editor, senti falta de três:


Noite na Taverna (Arthur Garcia, Franco de Rosa, Rodolfo Zalla, Rubens Cordeiro, Sebastião Seabra e Walmir Amaral, Reinaldo Seriacopi), em adaptação.

Fantasmópolis (Doug TenNapel), em Publicação Infantojuvenil

Akissi (Marguerite Abouet e Marthieu Sapin), em Publicação Infantojuvenil

Abraços!

Priscilla da Silva Oliveira disse...

Também foram lançados em 2011 outros livros teóricos interessantes, como
"O grotesco nos quadrinhos", "The concept of rupture in comic-books", "Denis Kitchen" e "A concepção kantiana de sublime a partir de Cinderalla de Junko Mizuno", todos de Fabio Mourilhe. Vocês poderiam incluir alguns destes?

Abraços, Pri

Daniel Oliveira disse...

Faltou o desenhista mineiro Luciano Irthum...

Roberta AR disse...

Algumas considerações:

A 1000-1 foi editada pela Barba Negra, que faz parte da editora internacional Leya, logo não é independente (indicado publicação independente de grupo)

Se repete um desenhista revelação da edição de 2007 do prêmio nestas indicações (revelação novamente cinco anos depois?). Confira os indicados da 20ª edição aqui: http://pt.wikipedia.org/wiki/20%C2%BA_Trof%C3%A9u_HQ_Mix

RodTramonte disse...

Faltou a CataComics (catacomics.blogspot.com) na Publicação Independente de Grupo.

Anônimo disse...

e eu digo que todos cartunistas do páis está exclamando: O prêmio HQ MIX é um Prêmio que está se consagrando a cada ano que se passa,a cada Prêmio vocês ensentivam o mundo dos quadrinhos crescerem, ensentivam novos autores produzirem grandes obras,fazem com que o setor das artes gráficas seja um dos setores de economia desse país. mas para se transformar em um Prêmio verdadeiramente Reconhecido e respeitado pelo Brasil inteiro é deixar de Premiar só autores de são paulo e começar a pesquisar pelo brasil afora autores de diversas regiões deste país, mesmo assim vocês são bons julgadores para premiar os artistas,só precisam dar um toque diferente neste grande evento, Claro que este país é grande demais para ficar procurando talentos por aí, mas existem artistas que se destacam em algumas regiões deste país , e hoje temos um mecanismo, que ajuda muito nesta parte de qudarinhos,mesmo assim continua sendo um dos prêmios que os artista deste país mais respeitam ´por que é um dos únicos que valoriza o artista gráfico brasileiro!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

betogentilezza disse...

Senhores,

Abrindo o leque para Web Quadrinhos, acho que vale a pena dar uma olhada no VIDA-LTDA. O blog, parceria de Mirena Brito (criadora) e Ricardo Veneziani (ilustrador), foi lançado no final do ano passado com quadrinhos sobre a vida corporativa (link: http://www.vida-ltda.blogspot.com.br/).

Para os fans de Dilbert, The Office e VidaDeProgramador, como eu, ou até mesmo aqueles que não os conhecem, mas trabalham em ambiente corporativo/financeiro, este blog é um prato cheio. Muitas vezes, me vejo como um personagem do quadrinho, e fico rindo sozinho com o que acontece no meu trabalho.

Abraços!!!

Roberto

Anônimo disse...

Como um clássico como Mundo Fantasma é publicado depois de anos inédito no Brasil e vocês não reconhecem isso? Daniel Clowes e Gal Editora no HQMix JÁ! :)
Beijão!

Renato disse...

Gente, 'Mundo Fantasma', né? Tem que entrar na cédula.

Jerônimo Souza disse...

Não sei se poderia entrar como Webcomics mas as HQs da revista Casa das Máquinas já estão online: Vou dar de beber a dor, Estranha Forma de Vida e Chorando na Chuva. Todas no Blogger. valeu!

Jamille Daher disse...

Esqueceram Mundo Fantasma, publicada pela Gal Editora.

=(

José Francisco disse...

Faltou essa webcomic:

http://kaplanprojectcomics.com

São um dos poucos sites que fazem WEBCOMIC mesmo, pensando no formato.

Bongop disse...

Costumo passar por alguns webcomics, tanto portugueses como brasileiros e acho que http://kaplanprojectcomics.com tem qualidade mais que suficiente para estar aí representado! E digo isto porque andei a ver esses todos que estão aí representados.
Portanto... falta aí o Projecto Kaplan!

Abraço

DATAKING AlissonESilva disse...

Puxa, na categoria Web Comic, faltou o PROJETO KAPLAN! Segue o linK: http://kaplanprojectcomics.com/
Os caras tem arte, enredo, periodicidade e estão sendo muito bem vistos!
Vamos democratizar estas escolhas, ok!!!!!!
Abraço

Flávio Alves disse...

Deveriam ter incluído o Mercenary Crusade na categoria Web Comics. Um grande projeto totalmente gratuito:

http://kaplanprojectcomics.com

Fabio Junior disse...

A melhor webcomic vocês não colocaram...
http://kaplanprojectcomics.com

Keila disse...

Opa,estou achando que vocês estão "por fora" da categoria Web Quadrinhos. Está faltando um candidato de peso: o Projeto Kaplan!
http://kaplanprojectcomics.com
Como assim vocês não o indicaram?
Acho que ainda dá tempo de reparar o erro...

Venerável Victor disse...

Tem gente boa aí, mas senti falta do Kaplan, o "Mercenary Crusade" merece figurar dessa premiação também.

Pedro Henrique Leal disse...

Concordo com o Victor... cadê o Kaplan???

Kátia Silas disse...

Boas indicações, mas realmente eu também senti falta do Projeto Kaplan!

Dani Teles disse...

Faltou o Projeto Kaplan!

Guy Santos disse...

O Projeto Kaplan deveria está entre os indicados de web comics.

Matias Maxx disse...

Pô, tem livro da Barba Negra indicado como melhor independente e a Tarja Preta pela primeira vez não aparece indicada... Então tá... Não dá pra levar muito a sério...

Bongop disse...

Bem... vejo que o Projeto Kaplan ainda não figura aí! Nem sequer estou a dizer que seja o melhor, isso é o público votante que decide, mas que tem lugar à vontade nesse grupo de Webcomics tem, e como tal merece estar no lote dos escolhidos!
Como é feita essa escolha?
Será que não viram Kaplan? É o único motivo que eu vejo para não estar nos eleitos! Mas agora de certeza que já viram... portanto comparem! Vão chegar à conclusão que merece ir a votos!
:)

Abraço

Keila disse...

Pois é, já deixei um cometário anteriormente e entrei hoje para ver se vocês tinham recuperado o juízo e incluído o Projeto Kaplan mas continua do mesmo jeito. O que vocês estão esperando?

Matheus Buss disse...

O Projeto Kaplan merece pelo menos uma indicação. Acho que vocês deveriam reavaliar os indicados.

http://kaplanprojectcomics.com

Guy Santos disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Guy Santos disse...

Acho que poderiam incluir o Ptojeto Kaplan sem problemas.

Alex D'ates disse...

Gus Morais colocou alguns pontos muito interessantes aqui a cerca das webcomics, e que tambem estão reverberando na outra página de comentários na capa do site.

No caso, o fator mais importante numa webcomic é o fato dela ser uma webcomic ou não. Explico: Como o Gus disse, há uma enorme diferença entre "postar" uma hq para web (porque não teve recursos/opção para imprimi-la etc...) e PENSAR, conceber e criar toda uma interface, design, soluções e afins para que o sujeito abra seu desktop e tenha uma leitura fluída.

Além: como solucionar todas as opções de navegação digital existentes? Tablets, Ipads, Macs, Smartphones...?

Quantas webcomics (sinto muito, mas web quadrinhos?? Deveriam trocar esse nome tambem) permitem ao leitor começar sua leitura num desktop, ir ao banheiro, se conectar com seu aparelho móvel e terminar de ler a hq EXATAMENTE do ponto onde estava?

E o conceito de página, então? Como se pode criar uma webcomic em formato americano para leitura em desktops? Isso é estar adaptado ao meio em que se encontra?

Clamo demais da conta, RESPONSABILIDADE à banca, pra analisar, pensar e ponderar. As indicações e o julgamento DEVEM ser norteadas PELA LINGUAGEM WEBCOMIC, ou seja, quais artistas e profissionais (independentes ou não) pensam esse formato, que vem da junção Quadrinho + Web. Sem firulas ou pirotecnia. Simples assim.

E outra, sem preconceitos: se uma webcomic é excelente em sua história, deveria concorrer como melhor história. Se o desenhista é bom, deveria estar nessa categoria.

Não façam de "web quadrinhos" um prêmio de consolação para uma bons artistas dos meios digitais.

P.s.: Caí aqui de para-quedas, mas como um dos autores do Kaplan Project Comics, agradeço DEMAIS a todos os amigos, fãs e entusiastas que estão solicitando aqui (e no outro comentários) pela inclusão de nossa webcomic Mercenary Crusade, cujo primeiro Episódio foi lançado durante 19 semanas consecutivas desde o FIQ-BH em Novembro do ano passado, entre os indicados.

Isto só nos demonstra que, desde 2009, ao lançarmos a 1a hq para Iphone em Português, já estávamos no rumo certo.

Qualquer esclarecimento:

http://kaplanprojectcomics.com

Abraços a todos;

Alex D'ates.

Rodrigo Henry Garrit disse...

Que seja feita justiça aos verdadeiros e batalhadores talentos dos quadrinhos.

Venerável Victor disse...

Das web comics que acompanho (duas) uma figura aí, outra não, justamente uma das mais divertidas...o Projeto Kaplan: Mercenary Cruzade!

Bianquinha disse...

Eu acompanho o Mercenary Crusade...

Burraxa Blog disse...

É o seguinte, eu irei auto me promever. Visitem o meu blog www.burraxa.blogspot.com e vejam se a minhas hqs não merecem estar aí na indicação de web comics.
Vocês encontram no blog: a série HOMÚNCULO, tiras do MANERO e as 12 primeiras páginas da hq Memórias de um Cartunista. Entrem lá e vejam e principalmente, curtam.
www.burraxa.blogspot.com
Fica aqui convite

Alex Sander